Please, stay with me?
Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.
E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome... Auto-estima (...) Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama... Amor-próprio.
1 2 3 4 5
THEME POR UMAPEQUENAPOETA | DON'T COPY + +

Where We Are tour; Milan, San Siro Stadium. June 28, ‘14



“Sou do tipo que acredita em horas iguais, em dentes-de-leão e em cílios caídos. Acredito na magia do ano novo e em toda aquela importância de fazer três pedidos antes de apagar a velinha. Talvez em algum lugar dentro de mim até existam fadas, bruxas e gnomos. Qualquer um acharia isso tudo muito bobo, mas eu só acho que é disso que todo o mundo precisa um pouco. Esperança boba e felicidade.”
Isabelly.   (via expurgar)








“Te preparam para a vida comercial. Te dizem que é necessário um bom estudo, um bom emprego, um bom destaque. Que é preciso ter um alguém, um casamento, filhos e uma família. Que é dever ter uma casa, um carro, e etc. Te preparam para a ‘vida’ com um manual do ‘ter’. Ninguém te ensina a como reagir quando te disserem que você não é suficiente para aquele cargo, aquela turma, aquela pessoa. Ninguém te ensina a como superar um fora, um coração partido, uma decepção. Ninguém te mostra o quão difícil é se encaixar nos padrões da sociedade. Ninguém te mostra o valor do ‘ser’. As pessoas perdem seus valores procurando reconhecimento. Todos seguem roteiros, rótulos, manuais. Somos todos fantoches controlados pelo capitalismo. Por favor, vamos quebrar as regras, soltar as cordas, nos controlar. Vamos realizar sonhos, cometer loucuras, encontrar amores, nos permitir. Vamos nos machucar e aprender com os erros, viver a vida da forma que queremos. Vamos parar o espetáculo e fechar as cortinas. A vida não vem com um manual de instruções. Viver vai além do permitido.”
Bárbara Alessandra   (via teleportear)


June 7th, ‘14 // Wembley



Tumblr